Parábola Editorial

Informação: Seu navegador não aceita cookies. Para colocar produtos em seu cesto e comprá-los você precisa habilitar os cookies.

Resenha

Autor(es): Anna R. Machado, Eliane Lousada e Lília Abreu-Tardelli [orgs]

Categoria(s): Leitura & Produção de Textos Técnicos e Acadêmicos , Comunicação , Ensino médio , Linguística textual e produção de textos , Reedição 2014



ISBN: 978-8588456-30-3
Preço: R$25,50
128 páginas
17x24cm
Brochura

Descrição:

A coleção Leitura e Produção de Textos Técnicos e Acadêmicos tem como objetivo suprir a falta de material didático para a produção dos gêneros textuais mais utilizados na escola e no meio universitário.

O primeiro volume refere-se à leitura e à produção de resumos, gênero muito utilizado tanto em escolas de ensino médio como em diferentes atividades acadêmicas e profissionais. Nas universidades, por exemplo, eles são constantemente pedidos aos alunos por professores das mais diversas disciplinas.

O segundo, Resenha, refere-se à leitura e produção de resenhas. Ao escolher esses dois gêneros para iniciar a coleção, assumimos que eles são muito utilizados tanto em diferentes atividades acadêmicas quanto em diferentes atividades profissionais.

Material fundamental para o trabalho em sala de aula.

CLIQUE AQUI para degustar a obra.


Sobre o autor:

Anna Rachel Machado

Desenvolveu seus estudos de graduação em língua portuguesa e língua francesa, na PUC/Campinas, onde começou sua atividade docente. Qualificou-se como mestre em lingüística, na UNICAMP, com a dissertação Aspectos da complementação de verbos de percepção . Desenvolveu estudos de doutorado em lingüística aplicada, sob a direção da Dra. Angela Kleiman, com a pesquisa Leitura e produção de textos argumentativos na universidade . Em 1979, trabalhando na PUC/SP, continuou a desenvolver essa pesquisa, com a elaboração de material didático e com experiências didáticas. Em 1995, defendeu a tese O diário de leituras: a introdução de um novo instrumento na escola , no Programa de Estudos Pós-graduados em LAEL, da PUC/SP, sob orientação da Dra. Maria Cecília C. Magalhães e, durante quase dois anos (09/1993 06/1995), sob a direção do Dr. Jean-Paul Bronckart, na FAPSE da Universidade de Genebra. Nessa oportunidade, esteve sempre em estreita relação com o grupo de pesquisadores da Unidade de Didática de Línguas, exercendo também o papel de professora-assistente durante três meses. Em 1996, passou a trabalhar no Programa de LAEL, da PUC/SP, desenvolvendo pesquisas e orientando dissertações (9), teses (11) e estágios de pós-doc (2). Essas pesquisas têm se centrado em análise de textos, voltando-se para a didática de línguas (produção ou leitura em língua materna, em língua estrangeira e em língua segunda, em diferentes níveis da escolaridade; elaboração e avaliação de material didático) e, mais recentemente, para as relações entre linguagem e trabalho educacional. O quadro teórico-metodológico que assume é o do interacionismo sociodiscursivo, com a integração de aportes oriundos da Ergonomia da Atividade e da Psicologia do Trabalho. Em 2003, desenvolveu pesquisa de pós-doutorado em duas instituições: na FAPSE-UNIGE, sob direção do Dr. Jean-Paul Bronckart, e no Institut de Formation de Maîtres de Marselha. Em 2007, desenvolveu outra pesquisa de pós-doutorado: na FAPSE-UNIGE e no CNAM de Paris, sob orientação do Dr. J.- P. Bronckart e do Dr. Yves Clot. Os resultados de suas pesquisas, assim como das de seus alunos e ex-alunos, têm sido divulgados em vários eventos científicos e publicações nacionais e internacionais. Dentre esses trabalhos, destaca-se a autoria dos livros O diário de leituras: a introdução de um novo instrumento na escola (1998); Linguagem e Educação: o trabalho docente em uma perspectiva multidisciplinar (2009), Linguagem e Educação: o ensino e a aprendizagem dos gêneros textuais (2009) "Linguagem e Educação: O traalho do professor em uma nova perspectiva (2009); pr; "O professor e seu trabalho" (2011); a organização do livro O ensino como trabalho (2004) e a co-organização dos livros Gêneros e ensino (1999), Atividade de Linguagem, Discurso e Desenvolvimento Humano (Bronckart, 2006) e O interacionismo sociodiscursivo: questões epistemológicas e metodológicas" (2007). Algumas de suas pesquisas também resultaram em trabalhos de transposição didática, com a construção de materiais didáticos para a universidade, a coordenação da coleção Leitura e produção de textos acadêmicos e técnicos e a co-autoria dos livros Resumo , Resenha , Planejar textos acadêmicos , Trabalhos de pesquisa: diário de leitura para a revisão bibliográfica que já tiveram várias reedições. Além disso, tem auxiliado a discussão de novas idéias sobre a linguagem e sobre o trabalhos, com a tradução de inúmeras publicações para o português, como o livro Atividades de linguagem, textos e discursos" (Bronckart, 2006), "O agir nos discursos" (Bronckart, 2008), vários artigos do mesmo autor, assim como de outros pesquisadores francófonos (Clot, Faïta, Amigues, Saujat Dolz, Filliètaz e Plazaolla). Atualmente, coordena dois acordos interinstitucionais entre a PUC/SP, um com a Universidade de Genebra e outro com o CNAM de Paris, e, no plano nacional, é líder do Grupo ALTER-LAEL (CNPq).

Eliane Gouvêa Lousada

Possui mestrado (1998) e doutorado (2006) em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Faz parte do grupo de pesquisa ALTER (Analise de Linguagem, Trabalho e suas Relações), do grupo LAF (Universidade de Genebra) e é líder do grupo ALTER-AGE. Atualmente é professora-doutora do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), área de Estudos Linguísticos, Literários e Tradutológicos em Francês, na Universidade de São Paulo. Foi professora da University of Guelph, Canadá, no departamento de Etudes Françaises, onde atuou na graduação e no mestrado (Masters) em Estudos Franceses (French Studies). Nesse contexto, ministrou a discilpina de pós-graduação em Didática do francês e orientou alunos de MA. Tem experiência nas áreas de desenvolvimento e formação de professores, elaboração de material didático baseado na noção de gênero textual e análise de textos e discursos, com publicações científicas nessas áreas. Além disso, é co-autora de livros didáticos em inglês como língua estrangeira e português como língua materna. Suas pesquisas apoiam-se nos pressupostos teóricos do interacionismo sociodiscursivo, nas teorias de análise dos textos e discursos, na ergonomia da atividade e na clínica da atividade. As questões abordadas em suas pesquisas estão ligadas ao uso dos gêneros textuais na aprendizagem de língua materna e estrangeira (francês e inglês), à elaboração de material didático baseado no conceito de gênero textual, ao desenvolvimento de professores dentro de uma visão coerente com as ciências do trabalho e à análise dos discursos, sobretudo os que são produzidos em situação de trabalho educacional .

Lília Santos Abreu-Tardelli

é doutora e mestre em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem (LAEL) da PUC-SP, e é graduada em Letras pela UNICAMP. Participante do grupo de pesquisa ALTER- CNPq (Análise de Linguagem, Trabalho Educacional e suas Relações), é coautora de livros didáticos e paradidáticos de língua inglesa e portuguesa e autora de artigos referentes ao ensino de línguas e ao trabalho educacional. É professora de língua portuguesa do CEFET-SP (Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo), de língua inglesa da FECAP (Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado) e de curso de extensão da COGEAE (Coordenadoria Geral de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão) da PUC/SP.

Comentários de Clientes:

Ainda não há comentários para este produto.
Por favor faça o seu login para escrever um comentário.